domingo, 30 de novembro de 2008

Mudanças...

Segundo o dicionário, mudança é:

(...)
substantivo feminino
ato ou efeito de mudar(-se); muda, mudamento.

1
troca de um lugar (país, região, localidade, residência etc. ) para outro
Ex.: está de m. para São Paulo
(...)

A mudança também é inerente ao ser humano, em diferentes estágios de sua vida.

Então, quem sou eu para contrariar? Vou me embora para São Paulo!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Hello Scrible

Nunca tive muito tempo para postar informações no meu Blog. Engraçado. Até que descobri o ScribleFire, uma extensão para o Mozilla Firefox que permite criar meus posts sem muito trabalho. Basta dar um clique, escrever e em seguida publicar. Simples e prático. Além de contar com um editor WYSIWYG, há uma série de ferramentas que ainda nem descobri.

Esse post é, como de praxe na computação, o Hello World para o ScribleFire. Espero que a partir de agora eu consiga manter o Blog atualizado.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Pense em coisas boas. Elas acontecem

Parece estranho, mas pensar em coisas boas realmente faz elas acontecerem. Cheguei à esta conclusão depois de passar um ano inteiro pensando que tudo sairia errado. E adivinhem: saiu tudo errado. Depois de 365 dias, exatamente 365 dias de aflições, desencontros, problemas, abacaxis, e todo o tipo de coisa ruim que você possa imaginar, eu cheguei à conclusão de que pior do que eu estava não poderia ficar. Aí, comecei a pensar em coisas boas. E adivinhem: elas aconteceram. Parece ironicamente tola essa observação, mas comece a reparar mais o seu dia-a-dia. Cada pequena coisa que você pensa que vai dar certo fará diferença no futuro.
Não precisa acreditar em mim, é claro. Comprove você mesmo.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Começos, meios e fins

A vida é uma formação de começos meios e fins, dos quais temos ao mesmo tempo todo o controle e controle algum.

Cada jornada que finda em nossa vida, inicia uma nova e intrigante etapa, cheia do desconhecido e do novo, do inusitado, do surpreendente. Repleta de anseios e decepções, dos altos e baixos que já estamos habituados, e daqueles que nunca imaginamos que iríamos viver um dia.

Quanto ao controle, na verdade temos controle sobre a nossa parte do mundo. Aquela que vemos, que interferimos. Temos controle sobre pouca coisa na verdade. Mas nos iludimos com a impressão de que podemos decidir o futuro. Mas acho que, depois de tanto tempo iludido com essa idéia recíproca, hoje eu dirira que a mais sábia decisão é não decidir. Negar-se do direito, ou dever, que lhe impõem as escolhas, e fazer dessa indecisão a sua mais frenética experiência de vida.

Assim, seus erros acabam por virar acertos em um dado momento futuro. Seja pela experiência adquirida, seja pelas reviravoltas do mundo. Seja pelo motivo que for, a regra é não deixar que alguma coisa ruim estrague tudo de bom que existe para viver. Se você acha que nada há de bom nessa vida, talvez é porque ainda não procurou no lugar certo, ou na hora certa. E mais, se estás à procura da hora certa ou do lugar certo, desista. Só vai encontrá-los quando parar de procurá-los. Eles vão até você.

Talvez agora que leu esses parágrafos, tenha conhecido um pouco mais de mim. Talvez não, mas o que importa é conheceres um pouco mais de você. A mim, deixe apenas os recados e as loucuras. O resto é por nossa conta.